terça-feira, 3 de junho de 2008

A Novela da Vida Real



Aconteceu esses dias mesmo, em um intervalo para café, em coincidência com o final de uma novela da globo chegando, as pessoas discutirem o rumo da novela.

- Fulano não deveria ficar com Cicrano.
- Mas Beltrano é feio, e Fulana deve pagar por tudo que fez, poqrquÊ é má!
- Aonde já se viu Cicrano aceitar tal situação?
- É o amor! Quem ama aceita tudo!
- Não. A novela é errada, pois, na vida real não aconteceria isso. Uma mulher daquela se apaixonar por um velho daquele.
- POR ISSO QUE EU ME IRRITO ASSISTINDO NOVELAS!

As falas acima, tenham certeza, nenhuma delas foram proferidas por mim. Ainda estou em sã consciência.


Esse é o tipo de discussão que prefiro ser um ótimo expectador. Digo, antes ser um expectador do que um participante. Pois, tenho certeza que se participasse de uma conversa sobre tal assunto ela acabaria em meros segundos.

Não é por nada, mas algumas pessoas esquecem da mais importante regra: É UMA FICÇÃO. Irreal, montada, idealizada, criada, DRAMATIZADA, etc. Ou seja, a última coisa que a novela pode ser é parecida com a vida do dia-a-dia. Afinal, já vivemos essa novela, que graça teria vermos na TV?



Sendo assim, ela ultrapassa o seu real motivo de existir: Pão e Circo para o povo. Pois o povo começa a ver com mais seriedade. Essa linha é ultrapassada quando o que era ficcção passa a ser considerado como real, o que é real, passa a ser tratado como conto de fadas.

Quer um exemplo prático? Nos dias anteriores a essa discussão, alguns fatos reais lastimavelmente aconteceram, como o rapaz morto em uma briga de trânsito, e outro hospitalizado agredido por um motorista com uma barra de ferro. Extremamente chocante, pelo menos para mim. Mas, nem uma referência foi feita no mesmo bate-papo.

No final, a impressão que eu tenho é que a nossa vida passou a ser uma novela, onde na nossa vida, no nosso dia-a-dia, vale tudo. Mas a novela, aquela que passa após o jornal, tem que ser politicamente correta.

Acabou-se tudo mesmo.

2 comentários:

Nick disse...

Ei, Edgar... Mas a novela é pra tirar as pessoas do real mesmo. Não assisto, mas tenho várias amigas que assistem e comentam sobre o que elas acham e não acham dos personagens. Sim, é o circo. Talvez o problema real não seja exatamente o "momento sair da real", mas a falta de interesse pela realidade. Talvez se a novela e a realidade fossem igualmente interessantes, aí sim seria mais aceitável. Mas acontece que a realidade não é nada legal pra muita gente. Novela é uma válvula de escape. Talvez seja aquilo que você possa exigir da sua cabeça naquele momento. Sei lá... rsrsrs

Edgar da Silva disse...

Obrigado pela visita!

Realmente, talvez a vida não seja tão interessante. Esse é um ponto que não tinha levado em conta. Pensamos nisso então não é!

[]'s